LGPD – Guia rumo à conformidade para escolas, famílias e empresas no tratamento de dados de crianças e adolescentes

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD ou LGPDP), Lei nº 13.709/2018, é a legislação brasileira que regula as atividades de tratamento de dados pessoais. A LGPD cria um conjunto de novos conceitos jurídicos (e.g. “dados pessoais”, “dados pessoais sensíveis”), estabelece as condições nas quais os dados pessoais podem ser tratados, define um conjunto de direitos para os titulares dos dados, gera obrigações específicas para os controladores dos dados e cria uma série de procedimentos e normas para que haja maior cuidado com o tratamento de dados pessoais e compartilhamento com terceiros.

Mas qual o impacto desta lei em minha escola?

As dúvidas são muitas:

  • Por que e para que uma lei de proteção de dados?
  • Como o tratamento de dados pessoais pode impactar na vida de crianças e adolescentes?
  • Como escolas e famílias juntas podem garantir os dados pessoais dos nossos jovens e crianças”
  • Demos “SIM” para tudo! E agora? Como fica nosso direito de imagem? E nosso direito de voz?

Venha participar da nossa live e interagir com a Especialista em Educação Digital, Dra. Alessandra Borelli, para trazer luz à todas essas questões.

Todas as pessoas que participarem da live terão acesso gratuito ao guia de conformidade para escolas, famílias e empresas.

Realização: OPEE Educação

Apoio: Teenager, Clínica Leo Fraiman e Opice Blum Academy

Data: 20 de agosto às 17h

Plataforma: Instagram @opee_educacao

A quem se destina:

  • Gestores de instituições de ensino
  • Interessados no tema

Participe!

Guia Caminhos para a SUPERAÇÃO: inspirações para uma escola humanizada

A FTD Educação e a Metodologia OPEE, que é pioneira na educação de competências socioemocionais, desenvolveram um material especial para contribuir com a retomada dos profissionais de educação às aulas presenciais.

O Guia Caminhos para a SUPERAÇÃO: inspirações para uma escola humanizada é um material que tem como finalidade inspirar toda comunidade escolar a praticar valores humanos claros e atitudes auto-responsáveis!

A OPEE, há quase 20 anos trabalhando com competências socioemocionais, sabe que essa fase está sendo marcada por novas fontes de informação e novas tecnologias, que mudaram a forma como vivemos e convivemos. Agora, mais do que nunca, o fortalecimento dessa temática será fundamental para a formação de melhores seres humanos para o mundo.

Clique aqui para acessar!

Como o socioemocional se tornou prioridade nas escolas

Ao longo de nossas vidas vivemos dualidades e fazemos escolhas o tempo todo! Diferentes fontes concordam com um mesmo número relativo ao total de decisões que um adulto toma em um dia: 35.0000. Como diminuir nossas chances de erros e de consequentes danos? A boa notícia é que não estamos fadados a nada: somos livres escolhedores de como viver! Podemos escolher o individualismo e o egoísmo, a irresponsabilidade e a falta de propósito ou nos desenvolver com integridade, empatia e responsabilidade visando o nosso bem estar e o do outro, constituindo assim uma sociedade mais justa e melhor para se viver.

Olharmos para a vida e vermos sentido em nossa existência é consequência de uma compreensão mais profunda do mundo e do ser humano. Entender os traços da personalidade humana nos ajuda a prever possíveis dificuldades nas mais diversas áreas da vida, como por exemplo em como lidamos com nossas emoções e com novas experiências; com nossas relações interpessoais e o quanto persistimos diante de desafios e adversidades. Estes fatores, que deram origem ao que conhecemos hoje como competências socioemocionais são a base do trabalho da Metodologia OPEE, hoje presente em instituições que se preocupam com o desenvolvimento humano de seus integrantes.

Cada vez mais no mundo lidamos com o inusitado, o aleatório, fazendo-se necessário preservar o equilíbrio emocional diante das situações que não nos são familiares. Ter autocrítica, valorizar-se e reconhecer nossas emoções e talentos nos permite exercitar a empatia e constatar nossa interdependência e o fato de que nos constituímos em aprendizagens mútuas, em que cada ação impacta tudo e todos. Num mundo cada vez mais desafiador, competitivo e exigente, a mudança constante é a única certeza estável. Teremos que nos reinventar várias e várias vezes num processo de contínua superação. Será que estamos preparados? Presente em mais de 1300 escolas no Brasil, a OPEE já inspirou milhares de crianças e jovens a construírem projetos de vida eficazes, éticos, sustentáveis e felizes, explorando aspectos do autoconhecimento que favorecem escolhas mais assertivas, além do mundo do trabalho e educação financeira, tudo permeado por valores humanos que moldam o caráter.

A OPEE entende que formar alunos já não é só desenvolver suas capacidades cognitivas! É também olhar para suas competências socioemocionais, que se antes eram importantes, agora são FUNDAMENTAIS em nossas escolas!

A OPEE nasceu do desejo de se transformar o mundo num lugar melhor para se viver e conviver e faz isso com a maestria de quem vislumbrou, há 20 anos, a transformação social que vivemos hoje, na qual não se pode educar se não for de forma integral, levando-se em conta o desenvolvimento físico, cognitivo, social, afetivo e emocional do ser humano! E você? Concorda com essa visão?

Tudo vai dar certo!

Esse momento que estamos vivendo nos trouxe ainda mais certeza que o desenvolvimento das habilidades sociomemocionais é imprescindível!

Acreditamos que a sensibilidade e o exemplo provido pelas atitudes das famílias e da escola nos servirão de fortalecimento para enfrentarmos o tempo que for necessário para a volta, na certeza de que estamos juntos e que tudo vai dar certo!

Essa é a crença que nos move!

Como o mundo VUCA pode impactar a sua vida?

Entenda o que é mundo VUCA e de que forma você pode se adequar a ele.

Os avanços tecnológicos e a velocidade das transformações no mundo atual apontam para uma única certeza: a mudança constante.

O termo VUCA (no Brasil VICA) nasceu do acrônimo das palavras em inglês Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity (em português Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade, respectivamente).

Vamos definir cada uma dessas palavras e apontar comportamentos funcionais e disfuncionais favorecendo que você faça escolhas mais assertivas para sua vida pessoal e profissional.

VOLATILIDADE: o cenário contemporâneo muda com velocidade e frequência.

E você?

Limita-se às versões prontas ou exercita o olhar crítico? Atua em padrões pré determinados ou analisa novas possibilidades?

INCERTEZA: incapacidade de prever resultados futuros.

Na incerteza você se desvia dos desafios ou enfrenta-os um a um?

Perde-se na adversidade ou procura saídas e soluções?

COMPLEXIDADE: existe sempre mais de uma regra para se compreender o resultado de uma situação.

Qual é o seu olhar?

Adota verdades “fechadas” ou se estimula a uma visão plural? Fica nas versões prontas ou exercita o olhar crítico?

AMBIGUIDADE: interpretação dúbia dos fatos prejudicando a capacidade de encontrar uma solução única para determinado fenômeno.

Como reagir diante de fatos que suscitam dúvidas? Negamos as controvérsias ou fomentamos os debates? Devemos temer quem sabe mais ou aprender com os mais sábios?

Algumas características do mundo VUCA

EFICIÊNCIA        AGILIDADE       FLEXIBILIDADE      RESILIÊNCIA

O que você é e o que quer continuar a ser?

Existe uma definição de EUpreendedorismo, citada por Eduardo Seidenthal, fundador da Rede Ubuntu, que é o caminho para iniciarmos a busca de nosso Propósito de Vida! Ele diz que o Eupreendedorismo é um processo de você com você mesmo, com sua luz e suas vulnerabilidades. São inúmeros os caminhos que nos ajudam a ir em busca destas descobertas. Cada um tem a sua jornada!

Uma boa dica para autoconhecer-se é começar a fazer uma lista de suas fortalezas e fraquezas. Em seguida, você pode pedir a pessoas próximas a você (pelo menos 3 pessoas) que façam o mesmo: elenquem cinco qualidades suas e cinco defeitos seus. Compare suas observações e veja se há convergência entre como você se vê e como os outros veem você. Ao término, reflita sobre os resultados. Alguma dica do que você quer continuar a ser?

Continue olhando para dentro de si; colabore e aceite a colaboração de outras pessoas; acredite em você, nos outros e em algo maior; seja coerente, verdadeiro, íntegro.

Você sente que há equilíbrio entre o seu EU externo e o seu EU interno?

Vamos iniciar 2020 dedicando nossas publicações à você, professor(a)!

Algumas perguntas serão lançadas e dicas serão dadas para contribuirmos com o seu bem estar e produtividade pessoal e profissional.

Vamos a elas:

Você sente que há equilíbrio entre o seu EU externo e o seu EU interno? Veja algumas dicas de ativação de seus neurotransmissores que poderão auxiliá-lo(a) em sua jornada!

Ação: abraçar pessoas/animais de estimação

Neurotransmissor ativado: Ocitocina

Efeitos: construção de relações saudáveis!

 

Ação: ser grato

Neurotransmissor ativado: Dopamina

Efeito: motivação

 

Ação: positividade

Neurotransmissor ativado: Serotonina

Efeito: bom humor

 

Não lhe parece possível? É simples: basta tentar!

Na próxima publicação falaremos de “O que você é e o que quer continuar a ser?”

Autoconhecimento

Autoconhecimento significa conhecimento de si próprio, das suas características, qualidades, imperfeições e sentimentos que o caracterizam.

Autoconhecer-se é caminhar para dentro de si, avaliando cada ponto positivo e aquilo que pode ser aperfeiçoado na busca de ser sua melhor versão. É um processo longo, que dura uma vida inteira, mas que nos permite entender nossos propósitos, caminhos e objetivos, tornando nossas escolhas mais assertivas e nos dando muito mais segurança.

“Conhece-te a ti mesmo”, um aforismo famoso escrito no Templo de Delfos, na Grécia antiga, mas que ainda nos tempos de hoje faz muito sentido.

Segundo Sócrates, é somente por meio do autoconhecimento que poderemos alcançar uma vida em equilíbrio. É a partir desta ação que amadurecemos nossas emoções e nos percebemos de uma forma mais autêntica e plena, exercendo o que nos faz sentido e construindo um Projeto de Vida muito mais feliz.

Benefícios do autoconhecimento:

  • Reagir de forma diferente em cada situação da nossa vida;
  • Perceber como os fatos impactam nossos sentimentos e emoções;
  • Descobrir nosso propósito, seja profissional ou pessoal;
  • Sentir mais confiança em si mesmo e no outros;
  • Ver a vida e os problemas sob uma nova ótica;
  • Respeitar as diferenças;
  • Valorizar as próprias competências e habilidades;
  • Desenvolver o amor por si mesmo;
  • Fortalecer a autoestima;
  • Ter empatia.

Na Metodologia OPEE trabalhamos o autoconhecimento desde os anos iniciais, incentivando essa busca interna e levando nossos alunos a entenderem o que desejam ‘ecoar para o mundo’ e qual o seu espaço dentro dele.

Pequenas atitudes diárias que levam você a se conhecer melhor:

  • Entender seus limites e aprender a dizer não;
  • Analisar as principais situações do seu dia e fazer perguntas: como você se comportou? Como você gostaria de ter atuado? Como você se sentiu?
  • Não ter medo de mudar de opinião, isso faz parte do processo de se conhecer e construir sua própria identidade;
  • Identificar seus sentimentos, suas origens e também classificá-los, pois assim terá mais segurança diante de situações complexas.

Desafie-se a iniciar esta caminhada de autoconhecimento, encontrando sua melhor versão e tornando-se protagonista da sua vida. Seja o melhor para você e para o mundo!

“Quem tem consciência de si consegue empoderar-se da capacidade de dirigir sua vida”

– Leo Fraiman

Era minha, agora é sua

A Rede Romano de Educação foi uma das finalistas do 1º Prêmio Ações Transformadoras com o Projeto “Era minha, agora é sua”.

Os alunos da rede customizavam agendas antigas e doavam aos novos alunos, com frases de motivação, como forma de boas vindas. Mas, como eles já ganhavam a agenda do ano, acabavam não dando tanta importância para essa que recebiam. Levando isso em consideração, a Rede Romano de Educação pensou em usar a essência da ideia, porém com algumas adaptações, aliando uma ação de educação ambiental, com outra de viés social.

Antes de qualquer ação, os alunos precisavam entender sobre tudo que envolvia o projeto, sendo assim, foram convidados profissionais da área ambiental para conversar com eles sobre as questões ambientais envolvidas.

A oficina de customização das agendas contou com a ajuda dos Professores Alessandro Maldonado, Paula Alves Homero, Ana Maria de Campos Barbosa e Daniela Terra da Silva, responsáveis pela disciplina de EPV, das Escolas da Rede Romano. As oficinas aconteceram à tarde nas bibliotecas e os materiais utilizados foram trazidos de casa pelos alunos e ainda o cedido pelas Escolas da Rede Romano, que estavam em excesso, ociosos ou em desuso. Além desse momento nas bibliotecas, os alunos seguiram o trabalho de customização das agendas nos seus períodos de EPV, a fim de produzirem o maior número possível de agendas para presentear.

A essas alturas, mais e mais alunos queriam participar e até mesmo os funcionários das escolas se interessaram pela proposta e contribuíram com o projeto, levando agendas para customizar em casa, envolvendo, inclusive, suas famílias!

Após esta etapa, o Centro de Educação Ambiental (CEA), uma Organização Não Governamental, fundada em 1996 que emprega no Centro de Reciclagem sessenta famílias da Comunidade da Vila Pinto e atende quatrocentas e cinquenta e duas crianças por meio de projetos sociais, escola de educação infantil e ensino profissionalizante, foi escolhido para receber as quatrocentas e cinquenta e duas agendas customizadas por cerca de 300 alunos e 30 funcionários (entre professores e técnicos), pois assim estariam promovendo empreendedorismo social, por meio do voluntariado e consciência ambiental sobre os resíduos que produzem.

Parabéns equipe da Rede Romano de Educação por essa linda e inspiradora ação transformadora!